•   Praga  ( )

 

 

PRAGA

 

 

Praga - República Tcheca - Onde fica.

 

 



 

VOCÊ VAI VIAJAR ?

 

NÃO PERCA TEMPO FAZENDO PESQUISAS. 

 

NÓS FAREMOS TODO O ROTEIRO (DIA A DIA) PARA VOCÊ.

 

CONSULTE-NOS: 

 

E-MAIL: contato@consultordeviagens.com

FONE:  (41) 9943-5960.

 



 

 

Praga - República Tcheca

Considerado o maior complexo palaciano do mundo, o Castelo de Praga ocupa uma área de 7,28 hectares da cidade

 

 

Praga, na República Tcheca, mistura charme medieval à efervescência cultural

 

 

Sobrevivente de guerras e conflitos políticos, a cidade de Praga foi chamada por Goethe de “a jóia de pedra” e é considerada até hoje uma das capitais mais bonitas do leste europeu.

 

Não é necessário muito tempo de caminhada pelas ruelas e pontes sobre o rio Vltava, que corta o local, para entender porque ela figura na lista de patrimônios históricos da humanidade da UNESCO.

 

Mansões e palácios renascentistas, catedrais e rotundas góticas, conventos barrocos e pontes medievais dividem espaço, representando uma arquitetura riquíssima e que deve ser apreciada aos poucos, a pé.

 

A Praça Central, ou Staromestke námesti como é chamada por lá, é o ponto de partida ideal para conhecer a cidade.

 

Nela, uma multidão de turistas se aglomera em seu amplo espaço para assistir aos pequenos shows de artistas de rua que se apresentam no local, observar as igrejas de diferentes estilos, ou simplesmente esperar o tempo passar em um dos agradáveis cafés.

 

Lá também fica o relógio astronômico, que de hora em hora atrai a atenção dos transeuntes, que param para observar um boneco que representa a morte acionando um carrilhão por onde desfilam bonecos de 12 apóstolos seguindo São Pedro.

 

A oeste da praça fica a Ponte Charles, ou Karluv Most.

 

Com sua arquitetura gótica, é exclusiva para pedestres e é a melhor forma de atravessar para o outro lado da cidade, em direção a colina de Hradycani.

 

Lá fica o Castelo de Praga, que começou a ser construído no século 9 e abriga o governo da República Checa e a residência oficial do presidente.

 

Ao norte da praça fica o bairro judeu Josefov, com seis das mais antigas sinagogas do continente, um dos cemitérios mais tumultuados do mundo, com 12 mil lápides aglomeradas e sobrepostas, tudo com uma arquitetura predominantemente em art noveau.

 

Mesmo com as principais atrações na cabeça, a graça da cidade é caminhar mesmo sem rumo.

 

Ao final de cada viela, sempre surge uma construção, parque e, por vezes, o turista se depara com a margem do rio, que sozinha faz o passeio valer a pena.

 

Para quem não se encanta pela arquitetura, não faltam atrações culturais.

 

Por toda a cidade, cartazes divulgam espetáculos de ópera e jazz. Para os amantes da literatura, é possível seguir os passos de Franz Kafka, que passou boa parte de sua vida na cidade, visitando a casa onde morou ou o museu em sua homenagem.

 

O clima não costuma ser um grande obstáculo para os turistas.

 

Apesar de a neve cair forte durante parte do inverno, o frio não chega a ser insuportável, atingindo -5°C.

 

No verão a temperatura é amena, ficando entre 15°C e 25°C.

 

 

Atualizado em Outubro de 2011

 

 

Fonte: uol

 

 

MAIS INFORMAÇÕES:

http://www.consultordeviagens.com